DICAS DE SAÚDE

Prezados leitores: Ressaltamos que as Dicas de Saúde publicadas por este Blog, não equivalem a uma receita médica; são apenas "dicas".

=====================================================================================

PRATIQUE MEDICINA PREVENTIVA PARA SE LIVRAR DO ALTO CUSTO DA MEDICINA CURATIVA

quarta-feira, 13 de julho de 2011

CHÁ VERDE E OUTRAS EVAS


CHÁ VERDE
O chá é proveniente das folhas da Camellia sinensis.
Atualmente, cerca de 3 mil produtos levam o nome de chá mas, na verdade, podem ser considerados chás mesmo, somente aqueles que tenham em sua composição a planta Camellia sinensis
As mil e uma virtudes do chá verde
As virtudes medicinais do chá são de conhecimento milenar, especialmente seu efeito estimulante. Mas hoje, a ciência está comprovando suas propriedades terapêuticas e cosméticas. E isso está acontecendo com o chá verde (também conhecido como banchá), considerado atualmente um aliado da saúde por ser rico em flavonóides - substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular precoce. Também está comprovado que o chá verde ajuda a diminuir as taxas de colesterol e ativa o sistema imunológico. A Sociedade Brasileira de Médicos Antroposóficos vai mais além e defende que consumir chá verde regularmente ajuda a prevenir alguns tipos de câncer, artrose, aterosclerose e outras doenças degenerativas. As virtudes do chá verde na prevenção do câncer vêm do fato de que ele é rico em bioflavonóides e catequinas, substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores.
Além de conter manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2, ajuda a prevenir doenças cardíacas e circulatórias por conter boa dose de tanino: o consumo diário desse chá diminui as taxas do LDL (colesterol que faz mal à saúde) e fortalece as artérias e veias.
Mas as boas notícias não acabam aí: está comprovado que o chá verde acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordura corporal. Um dos estudos foi realizado na Suíça com três grupos de pessoas que seguiram a mesma dieta. O resultado: o grupo que recebeu chá verde teve aumento de 4% na velocidade de combustão das calorias no organismo e de 5% na queima de calorias em relação aos outros dois grupos pesquisados. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, demonstrou que extrato de chá verde - que possui altas concentrações de antioxidantes como catequina, polifenóis e muitos outros compostos incluindo cafeína - pode aumentar a utilização de energia muito acima dos efeitos da cafeína pura.
Pesquisadores acreditam, ainda,que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. E como se não bastasse, comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele. Os princípios curativos e regeneradores da Camellia sinensis enriquecem os cosméticos que prometem recuperar o viço da pele e dos cabelos. Tanto que as indústrias de cosméticos incluem os extratos das folhas em fórmulas de produtos como cremes e loções. Substâncias presentes na Camellia sinensis também dissolvem gorduras e são eficazes no tratamento de celulite e gordura localizada.
E para e pele mais um benefício: por ser rica em tanino, substância com propriedades anti-séptica e adstringente, a planta é indicada também para limpar e equilibrar peles oleosas. Na edição de 3 de março de 2004, a Revista Veja publicou uma matéria anunciando a mais recente novidade que aumenta a lista de benefícios do chá verde. Ainda na área da dermatologia, a novidade é que o chá verde pode proteger contra os efeitos nocivos do sol. Segundo a revista, "o assunto foi um dos mais comentados do último congresso da Academia Americana de Dermatologia, por causa de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nova Jersey". Eles descobriram que o chá, transformado em creme, melhora o sistema de defesa das células da pele contra os raios ultravioleta do tipo B, aqueles responsáveis pelo vermelho-pimentão. Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, o chá verde aumentaria a proteção contra o câncer de pele. A descoberta pode ser o ponto de partida para a produção de uma nova família de loções.
A planta, como ela é...
Planta perene, do tipo arbustiva, a Camellia sinensis pertecente a família das Teáceas (Theacea). Originária do sudeste asiático, a planta produz economicamente por mais de 50 anos. No Brasil o arbusto é cultivado principalmente na região do Vale do Ribeira, no Estado de São Paulo, onde é utilizado para fazer chá preto.
A propagação da planta se dá preferencialmente pela via vegetativa, ou seja, por meio de estacas. A estaca para reprodução deve possuir uma folha desenvolvida e sua respectiva gema auxiliar com 3 a 4 cm. A extremidade do ramo deve ser cortada em bisel, isto é, na diagonal.
As folhas mais jovens e os gomos da Camellia sinensis - parte da planta utilizada na produção do chá comercial - são cobertos por uma fina cobertura branca e sedosa, semelhante a uma penugem que, mais tarde, desaparece. Ao que se sabe, é esta cobertura que dá origem ao nome pelo qual é conhecido o gomo terminal: "pekoe", da palavra chinesa pak-ho, que significa cabelo ou penugem.
As flores da planta são pequenas, brancas, geralmente com 4 ou 5 pétalas, aromáticas e aparecem nas axilas das folhas em grupos de 2, 3 ou 4. O fruto é uma cápsula com 2 ou 3 cm de diâmetro. Dada a grande dispersão que a planta sofreu desde o início do seu cultivo até aos nossos dias e a livre hibridação entre os vários tipos geográficos, não tem sido fácil para os botânicos a descrição das variedades existentes.
E para quem pretende saborear esta bebida que já esta sendo considerada medicinal, vale lembrar: até a simplicidade do chá não dispensa alguns pequenos cuidados especiais. Recomenda-se guardá-lo bem acondicionado em local fresco e seco e, na hora do preparo, passar água fervente no bule e nas xícaras Para o chá verde, especialistas aconselham que a água esteja um pouco abaixo da fervura e, de preferência, nada de acrescentar açúcar. Preparar a bebida é simples: faça uma infusão com uma colher de sopa rasa da erva para cada xícara de água "quase" fervente.
D

Dente de Leão - Para problemas de fígado, icterícia, diurético, além de ter efeito depurativo do sangue.

E

Endro - Propriedades semelhantes às da Erva Doce.

Erva de Bicho - Específico em hemorróidas, das varizes (especialmente associado ao Hamamelis Virginica). Tem um grande poder no combate à histeria e nervosismo. Não deve ser usado nos períodos de gravidez.

Erva de Santa Luzia - Uso externo nas doenças dos olhos em geral, para banhar ou em compressas.

Erva Sta. Maria (Mentruz) - Lombrigas, vermes intestinais, seu uso deverá ser seguido de um purgante de óleo.

Erva Cidreira (Melissa) - Calmante.

Erva Doce - Digestiva, combate gases, flatulências, cólicas abdominais, calmante, tosse seca.

Espinheira Divina ou Santa - Antiácido muito poderoso é empregado com grandes resultados nas úlceras gástricas, nas moléstias do estômago, e externamente aplicada nas feridas e úlceras. Tem um resultado maravilhoso nos males hepáticos e renais. Normaliza as funções gastro-intestinais.

Estigmas de Milho - Diurético de grande poder empregado na retenção de urina.

Eucalipto - Desinfetante das vias respiratórias, febrífugo, balsâmico, emprega-se também nas lavagens intestinais e irritações vaginais. Queimado, desinfeta o ambiente.

F

Funcho - Aromático, Carminativo, Cólicas fraudulentas.

G

Gengibre - Estimulante, carminativo, empregado nas dispepsias.

Gingko Bilobae - Melhora as propriedades fluídicas do sangue, oxigenando melhor os tecidos. Usado para cefaléias, vertigens, labirintite, perda de memória e atua prevenindo o envelhecimento precoce.

GINSENG - Tônico para o organismo em geral, bioestimulante, combate depressões, fraquezas, indisposições e cansaços. Renova o corpo perturbado pelo stress.

Indicações do ginseng
O ginseng é indicado como estimulante do sistema nervoso central, como revitalizante físico e psíquico, tônico pulmonar e cardíaco, estimulante do apetite, febrífuga, regulador da pressão sangüínea , redutor da taxa de colesterol, cicatrizante, regenerados celular, tônico capilar, estimulante da circulação sangüínea, detergente, umectante, além de possuir atividade afrodisíaca e levemente analgésica. É indicado também em estados de depressão, como fitocosmético em queda de cabelos e em peles secas e desvitalizadas e em casos de estresse.
Na América do Norte, cresce uma variedade de ginseng. Panax quinquefolium L., usada pelos índios para tratar várias doenças (Vogel 1970): os Penobscots e os Cherokees usavam-no para infertilidade feminina e “doenças de mulher”; os Creeks, que o empregavam também como analgésico geral e anti-hemorrágico, usavam-no para distúrbios respiratórios em geral e febres. Os Meskawis e os Menominees, viam o ginseng como remédio universal, tônico mental e físico, que era misturado a outras ervas para aumentar sua eficácia e entrava na composição de poções mágicas de amor.
Contra-indicações
Não é indicado em casos de hipertensão aguda, gravidez e doenças agudas.
 
sobre o sistema nervoso.
CUIDADO, ATENÇÃO
Os estudos realizados com o ginseng têm mostrado que os efeitos desse fitoterápico dependem da dose utilizada. Por exemplo, foi mostrado que o uso em baixas doses leva ao aumento da pressão arterial, enquanto altas doses ajudam a reduzir a pressão. Como já comentamos, o ginseng tem efeitos benéficos para os pacientes que são submetidos à quimioterapia, ajudando a reduzir a perda de peso e a estabilizar o sistema imune, ajudando a proteger o organismo de alguns efeitos colaterais desses tratamentos.
Realizamos um estudo, em que 68% dos homens que usaram a raiz de ginseng tiveram uma melhora na ereção, contra apenas 25% do grupo que ingeriu placebo. O ginseng de fato melhora a circulação sanguínea no pênis.
Dr. Enrico de Andrade, Médico Urologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
O ginseng (também denominado Panax ginseng, ginseng asiático, ginseng chinês, ginseng vermelho coreano ou ginseng oriental) é utilizado na medicina chinesa há milhares de anos para incrementar a longevidade e a qualidade de vida. O Panax ginseng é a espécie mais estudada e disponível comercialmente dessa planta. Outra espécie, Panax quinquefolius (ginseng americano), é cultivada no meio-oeste dos EUA e exportada para a China.
 
A parte medicinal da planta é a sua raiz de crescimento lento, colhida após quatro a seis anos, quando seu teor global de ginsenosídeo - o ingrediente ativo principal do ginseng - atinge o máximo. Existem treze ginsenosídeos ao todo. O Panax ginseng também contém panaxanos, substâncias que podem reduzir os níveis de açúcar no sangue (glicose) e polissacarídeos, moléculas complexas de açúcar que fortalecem o sistema imunológico. O ginseng "branco" consiste simplesmente na raiz desidratada, enquanto o ginseng "vermelho" consiste na raiz aquecida no vapor e desidratada.

O que faz o ginseng ?

Os efeitos principais do ginseng para a saúde provêm de suas propriedades antioxidantes e imunoestimulantes, bem como de sua capacidade de proteger o corpo contra os efeitos adversos do estresse.

O ginseng na prevenção e tratamento

O ginseng pode ajudar o organismo a combater inúmeras enfermidades. Ele estimula a produção de células imunológicas especializadas denominadas "células T destruidoras", que destroem bactérias e vírus nocivos à saúde. Os estudos também indicam que a planta inibe o crescimento de determinadas células cancerosas. Um amplo estudo coreano descobriu que o risco de desenvolver câncer em pessoas que tomam ginseng é reduzido pela metade em comparação com os indivíduos que não tomam ginseng.
O ginseng pode ser benéfico para as pessoas que estão sentindo-se cansadas e "superestressadas" e para aquelas que estão recuperando-se de uma doença prolongada. Já foi constatado que a planta equilibra os hormônios de estresse no organismo e apóia os órgãos que os produzem, a saber, a glândula localizada sobre os rins. O ginseng também aumenta a produção de endorfinas, as substâncias químicas produzidas pelo cérebro que fazem a "pessoa sentir-se bem".
Muitos corredores de longa distância e atletas tomam ginseng para aumentar a resistência física. Os especialistas acreditam que essa planta tem a propriedade de retardar a fadiga porque permite que os músculos exercitados usem a energia de forma mais eficiente. Esses achados baseiam-se em estudos que comprovam a capacidade do ginseng de aumentar a resistência física aos exercícios forçados.

Embora ainda não se conheça o mecanismo de ação do ginseng, ele é útil para a impotência. Alguns de seus ingredientes ativos parecem afetar a musculatura lisa e melhorar a função erétil. Homens com problemas de fertilidade também podem-se beneficiar do ginseng porque estudos em animais indicam que essa planta aumenta os níveis de testosterona e a produção de espermatozóides.

Um recente estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) realizado em homens, acaba de atestar os poderes alardeados pela milenar sabedoria oriental, demonstrando a eficácia do chamado ginseng vermelho coreano para resolver problemas de potência sexual.

Algumas experiências com animais já tinham sugerido o benefício dessa raiz de gosto amargo, mas a pesquisa feita na Unifesp foi a primeira a constatar seus resultados em homens. A equipe da universidade recrutou 54 pacientes de todas as idades — de jovens de 26 anos a homens maduros de 70 — com graus leves ou moderados de impotência. Todos tinham alguma doença por trás da disfunção, como diabete ou hipertensão — conhecidos fatores de risco para o problema.

Durante 12 semanas metade engoliu diariamente cápsulas dessa planta contendo 3 gramas do extrato. O restante tomou pílulas falsas, mas sem saber. Ao final do estudo, 68% dos que usaram a raiz tiveram uma melhora na ereção, contra apenas 25% do grupo que ingeriu placebo. Uma diferença para acabar com qualquer dúvida. “O ginseng de fato melhora a circulação sangüínea no pênis”, garante o urologista Enrico de Andrade, autor do estudo.
O nome "ginseng" provém da antiga palavra chinesa jen shen, que significa "raiz do homem", porque a raiz da planta lembra quase sempre a forma do corpo humano.
A raiz do Ginseng lembra quase sempre a forma do corpo humano

Ginseng

Ginseng é a erva mais estudada do mundo para o aumento da performance física. Ela é conhecida em todo mundo por suas capacidades como estimulador imunológico, estimulador da mente, protetor do coração e suas funções, aliviador de estresse e estimulador da libido e ereção peniana.[1-11]

Existem diversas variações do Ginseng, e algumas são melhores do que outras. Quando você escuta a palavra ginseng, normalmene as pessoas querem dizer panax ginseng, também conhecida como ginseng chinesa, ginseng coreana ou ginseng asiática.

Muitas pesquisas já foram feitas sobre o Ginseng, as quais tem demonstrado efeitos impressionantes. O Ginseng tem demonstrado eleva,r o “astral”, aumentar a energia e fornecer um sentimento de bem estar para aqueles que suplementam com esta erva.

Tem sido também muito usado como tônico, estimulante e regenerador há anos. Estudos conduzidos por cientistas chineses descobriram que o Ginseng tem características anti-envelhecimento devido a sua habilidade de remover substâncias químicas tóxicas que causam envelhecimento do corpo.

Malhadores e esportistas podem usar esta erva para aumentar a energia e resistência através das seguintes ações:
  • Melhora a circulação através do aumento e absorção do oxigênio [5,6]
  • Estimula a sensação física e retarda a fadiga mental e física [9,11]
  • Incita a liberação de insulina e diminui os níveis de açúcar no sangue para estabilizar a energia [5,6,11]
Ginseng é a erva mais famosa da China, e vem sendo usada neste país há mais de 7 mil anos. É conhecida como a erva panax, que se traduz “cura tudo”. Esta erva se tornou o símbolo de saúde, força e vida longa para muitos.

O Panax Ginseng pode ajudar homens com dificuldades de ereção. Um estudo duplo-cego na Coréia descobriu que 1.800 mg por dia do extrato de Panax Ginseng por três meses ajudou a aumentar a libido e a habilidade de manter ereção em homens com dificuldade de ereção. Este estudo foi confirmado por outro estudo duplo-cego no qual 900 mg três vezes ao dia foram administrados por 8 semanas

GINSENG
O ginseng é um dos fitoterápicos mais utilizados em todo o mundo. O gênero dessa erva compreende cinco espécies de plantas de crescimento lento e vida longa, cultivadas em todo o mundo, mas especialmente em países de clima mais ameno. Essa planta vem sendo utilizada há séculos na medicina chinesa e até mesmo pelos nativos norte-americanos. Alguns pesquisadores acreditam, porém, que a erva utilizada originalmente pelos chineses era de outra espécie.
O nome ginseng é derivado de uma palavra chinesa que significa "raiz-homem", porque a raiz da planta tem um formato semelhante às pernas de um homem. Importante dizer que algumas ervas são classificadas erroneamente como ginseng, de forma que é preciso prestar bastante atenção aos vários compostos que são encontrados no mercado, vendidos com promessas milagrosas.
Efeitos
Historicamente, o ginseng é utilizado para melhorar o estado de estresse e cansaço, devido às suas propriedades chamadas "adaptogênicas". Com isso, parece estar associado a uma melhora do bem-estar e a um aumento da habilidade em lidar com os fatores estressores (ambientais, fisiológicos e emocionais). Além disso, outros efeitos seriam a redução da suscetibilidade às doenças e também a diminuição dos danos causados por tratamentos como a quimioterapia e a radioterapia.
Os extratos de ginseng contêm diversas substâncias, mas as principais são as chamadas ginsenosídeos. Esses compostos possuem uma estrutura semelhante a certos hormônios que o nosso organismo produz, e suas ações podem ser devidas à sua ligação aos receptores para esses hormônios. Essas ações afetam diversos sistemas em nosso corpo, incluindo o estímulo à liberação de certos hormônios reguladores e a ativação da produção de proteínas e de colesterol. Os estudos já realizados sugerem que o ginseng pode ajuda a reduzir os níveis de uma substância chamada cortisol, em pacientes com diabetes, e ajuda a elevar esses níveis naqueles pacientes sem diabetes. Isso é importante, porque uma das ações do cortisol é elevar a taxa de glicose no sangue, o que é prejudicial principalmente aos diabéticos.
Acredita-se também que algumas das substâncias encontradas no ginseng atuem na melhora do aprendizado e da memória, tenham efeito sedativo e de redução da pressão arterial. Outro grupo de compostos teria ações estimulantes sobre o sistema nervoso.
CUIDADO, ATENSÃO
Os estudos realizados com o ginseng têm mostrado que os efeitos desse fitoterápico dependem da dose utilizada. Por exemplo, foi mostrado que o uso em baixas doses leva ao aumento da pressão arterial, enquanto altas doses ajudam a reduzir a pressão. Como já comentamos, o ginseng tem efeitos benéficos para os pacientes que são submetidos à quimioterapia, ajudando a reduzir a perda de peso e a estabilizar o sistema imune, ajudando a proteger o organismo de alguns efeitos colaterais desses tratamentos.
Apesar de todos esses efeitos relatados, a maioria dos estudos realizados apresentou resultados discordantes. Acredita-se que isso se deva à qualidade variável das preparações de ginseng utilizadas. Além disso, os estudos não apresentam qualidade satisfatória, que permita a formulação de conclusões definitivas.
Classificação
Existem algumas preparações de diferentes espécies de ginseng, sendo as mais comuns:
• Ginseng Chinês/Coreano (Panax ginseng): atribui-se a ele efeitos estimulantes, melhorando a circulação sanguínea e ajudando na recuperação de doenças leves. Pode ser adicionado a sopas.
• Ginseng Americano (Panax quinquefolius): é o ginseng que é cultivado nos EUA e no Canadá. Parece ter ações calmantes. Um estudo mostrou que o ginseng pode ajudar na redução dos episódios de gripe, em idosos.
• Ginseng Silvestre: é aquele que não é cultivado pelo homem, que nasce naturalmente. Alguns pesquisadores acreditam que sua qualidade é superior à do ginseng que é cultivado, talvez porque ele contem maior quantidade de ginsenosídeos. É bastante raro.
• Ginseng Vermelho: é representado pelo ginseng chinês/coreano que foi submetido ao calor. Seus efeitos seriam de estimulante sexual e combate ao câncer. Um estudo realizado com esse tipo de ginseng mostrou certo benefício no tratamento da impotência. Outro estudo mostrou que essa erva pode ajudar a controlar a recidiva do câncer de estômago.
CUIDADOS
O ginseng é contra-indicado para os pacientes que apresentam problemas renais e infecções agudas e seu uso também não é recomendado durante a gestação e a lactação. O uso prolongado e em altas doses pode relacionar-se à ocorrência de:
• Diarréia;
• Aumento da pressão arterial;
• Nervosismo;
• Lesões da pele;
• Insônia;
• Dor nas mamas.

Como todo fitoterápico, deve-se ter muito cuidado com as possíveis interações com as medicações em uso pelo indivíduo. Por isso, antes de se iniciar o uso é importante consultar um médico. O ginseng pode interferir no funcionamento de todos os medicamentos abaixo:
• Medicamentos para tratar a pressão alta;
• Anticoagulantes (usados para "ralear" o sangue e prevenir tromboses);
• Aspirina;
• Alguns antiinflamatórios;
• Medicamentos contendo cafeína;
• Hormônios.

Outros efeitos colaterais seriam as palpitações ("batedeira") e batimento acelerado do coração, principalmente em indivíduos suscetíveis. Devido à possível alteração da glicose no sangue, os diabéticos devem ter cuidado ao usar essa erva, pois ela pode favorecer a ocorrência de episódios de hipoglicemia. Além disso, indivíduos que estão apresentando sangramentos não devem fazer uso do ginseng.

Goiabeira - Diarréias, flores brancas. Externamente em gargarejos.
Graviola - Usado em regimes para emagrecer.

Guaco - Depurativo do sangue, peitoral muito usado nas tosses e bronquites. Utilíssimo externamente nas dores reumáticas.

Guaraná - Um dos maiores tônicos vegetais. Tônico nervino, cardíaco, renovador da flora intestinal, tônico cerebral, tônico circulatório, preventivo da esclerose, remédio soberano da enxaqueca, afrodisíaco suave. Aconselhado no verão para prevenir insolações.

Guiné - Afecções reumáticas, paralisias nervosas e hidropisias. Externamente em fricções nas nevralgias e na paralisia dos membros.

H

Hamamelis - Circulação, caspa e seborréia.

Hena- é usada para fortalecer e dar brilho aos cabelos, podendo lhes dar uma cor avermelhada.

Hortelã - Calmante, para insônia, câimbras, digestão difícil, cólicas intestinais flatulentas, vermes, tonturas e tosse. Nas dores de cabeça tomar 1 xícara de chá forte e deitar-se por cerca de 15 a 20 minutos. Externamente em lavagens e banhos no prurido vaginal.

I

Ipê preto ou roxo (Pau D’Arco) - Remineralizante do organismo, vegetal de muito valor, indicado nas congestões hepáticas e ultimamente experimentado nos casos de câncer, com sucesso. Auxiliar no tratamento de infecções e inflamações. Atua sobre a circulação, vias respiratórias e sistema gástrico.

J

Jaborandi - Sudorífero, indicado nas paralisias renais, nas gripes e bronquites, nas intoxicações urêmicas, nas hidropisias renais. Externamente usa-se como bom tônico capilar.

Jambolão - Nos diabetes.Nenhum outro remédio produz em tão alto grau a diminuição e o desaparecimento do açúcar na urina.

Jasminum Arabicum - Atua como cardiotônico e diurético, estimulando a circulação em geral e os rins. Falta de ar e nos edemas, síncopes e vertigens. Calores da menopausa.

Jatobá - Balsâmico, tônico por excelência dos pulmões e como tal, indicado nas tosses, bronquites e fraqueza pulmonar.

Jurubeba (Solanum) - Remédio consagrado nos males hepáticos, nas doenças do baço, nas febres biliosas.É energético e afrodisíaco.

L

Laranjeira (folhas) - Estomáquico, calmante do sistema nervoso.

Limão Bravo - Estimulante estomacal, sedativo. Tosses, bronquites e cólicas.

Linhaça - Desobstruente, digestivo, emoliente, externamente em cataplasma nas inflamações.

Losna - Estomacal, anti-febril, vermífugo. Usado na inapetência.

Louro - Hepático, estomáquico, desobstruente.Combate a cistite.

M

Maçã seca - Ajuda a emagrecer e combate problemas digestivos. É muito aromático. A semente da maçã em forma de chá ou mascavo repõe hormônios - equilibra e evita sintomas da menopausa.

Macela - Estomacal, diurético empregado nas cólicas intestinais, nas dores de estômago e nas indigestões. Externamente grande remédio para lavar feridas e úlceras e para banhar os pés contra os suores fétidos

Malva - Para a tosse, causada pela irritação da traquéia ou da laringe. Favorece a expectoração do catarro e combate a inflamação das vias respiratórias. É empregado como tópico, emoliente, em gargarejos para anginas, abscessos da gengiva ou da boca, nas feridas inflamadas ou em lavagens nas inflamações dos intestinos. Para crianças pedaços da raiz se mascado favorece o desgaste da pele onde os dentes estão rompendo, alivia a dor.

Manjericão - Estimulante antiespasmódico, dispepsias nervosas, para amadurecer espinhas, furúnculos e antrazes e nas picadas de insetos.

Marapuama - O seu valor é mundialmente reconhecido como um dos mais enérgicos tônicos nervinos. Eficaz na fraqueza nervosa, paralisias, e na impotência sexual. Externamente misturado com óleo de mocotó constitui um remédio de grande valor para massagens nas paralisias.

Melissa - Tônico amargo antiespasmódico e estomacal. Muito empregado no fastio, nas digestões laboriosas, no histerismo e como sedativo nos estados de nervosismo.

N

Nogueira - Sífilis, reumatismo, escrofulose, linfatismo. Escurece os cabelos.

Noz Moscada - Carminativo, facilita a digestão, combate os gazes.

O

Óleo de Copaíba - Excelente para bronquites, asmas, distúrbios respiratórios e digestivos.

Óleo Vermelho - Asma, tosse, bronquite asmática, fraqueza.

P

Palma Cristi - Excelente para emagrecer.

Pariparoba - Congestão hepática, moléstias crônicas do fígado e distúrbios renais.

Passiflora (Maracujá) - Calmante, sedativo e hipnótico. Usa-se com vantagem na insônia, em todos os estados nervosos e nas tosses. Baixa a pressão.

Pata de vaca - Diurético e de ação nos diabetes.

Pau D’Alho - Reumatismo, hidropisias, tumores da próstata.

Pepino- ação anti-inflamatória anti-manchas na pele

Picão branco - Icterícia, miomas, cólicas e inchaços abdominais e uterinos.Tratamento da erisipela, interna e externamente em compressas.

Picão preto (Carrapicho rasteiro) - Blenorragia, moléstias das vias urinárias, descongestionante e cicatrizante.

Pitanga - Diarréias, colites, desarranjos intestinais.

Poejo - Cólicas estomacais e intestinais onde age como sedativo e carminativo. Tosses e bronquites. Pode provocar o aborto.

Q

Quebra pedra - Combate as areias e cálculos renais, alivia as dores e clareia a urina. Tem pouco efeito diurético.

Quina do mato - Anemia, febres, falta de apetite, fraqueza. Externamente usado para escurecer cabelos.

Quinino- combate a malária, é boa para o estômago

R

Raiz de lótus - Gripes, pneumonia, efizema pulmonar, suores da menopausa.

Raspa de juá - Expectorante, sudorífero, anti-gripal. Eliminador de caspa e tônico capilar.

Rosa branca - Laxativo suave, empregado nas prisões de ventre infantis. Externamente para lavagens dos olhos para combater inflamações.

Romã (cascas) - Diarréias, colites. Bom para tosse, bronquite, aftas.

S

Sabugueiro - Sudorífero enérgico, usado para provocar transpiração nas gripes, hidropisias e principalmente no sarampo.

Salsa - Diurético e estimulante gástrico, tosse, asma, amenorréia, dismemorréia e conjuntivite.

Salsaparrilha (Smilax) - Depurativo e tônico do sangue. Grande remédio das manifestações sifilíticas, da má circulação com pés sempre frios, dos reumatismos em geral. Tem ainda muita ação no tratamento da arteriosclerose, no excesso de colesterol e na uremia.

Salvia - Tônico e estimulante do sistema nervoso, usado nas dispepsias por atonia gastro-intestinal e nos suores noturnos.

Semente de linhaça - Combate prisão de ventre, inflamações da bexiga e da próstata. É analgésica e anti-inflamatória.

Sene - Laxativo e purgativo.

SETE SANGRIAS
Anti-sifilítico, anti-febril, muito empregado como diurético nas inchações das pernas. Para a pressão alta. A Sete sangrias é nossa principal cardiotônica. Ë ótima para arteriosclerose, hipertensão arterial , colesterol alto , palpitações cardíacas.Também pode ser usada para eczemas, úlceras na pele, furúnculos, reumatismos, doenças venéreas.Quando é usada de forma prolongada, alivia e fortalece o coração, combate o colesterol e baixa a pressão.


T

Tanchagem (Lhanten) - Específico das moléstias da garganta, dores de dentes, cicatrizante muito ativo nas doenças ulcerativas das mucosas. Cura feridas e abscessos - não deixa marca. Antídoto dos efeitos da nicotina. Dizem possuir propriedades anticancerígenas.

Tília - Sedativo e antiespasmódico. Usado nos resfriados, espasmos, histeria etc. Tem ação tônica geral.

U

Umbauba - Pneumonias, cardiotônico, diurético. Asma cardíaca, hidropisias. Grande remédio das tosses.

V

Valeriana - Antiespasmódico e sedativo. Empregada nas neuroses cardíacas, nas perturbações da menopausa, nas gastralgias nervosas, na dermatose pruriginosa e na epilepsia.

Velame do campo - Depurativo, anti-sifilítico e anti-reumático, é usado nos ingurgitamentos ganglionares.

Velame do mato - Diurético e desobstruente indicado nas palpitações do coração, nas gonorréias crônicas, na sífilis, no reumatismo, nas afecções da pele, dartros, eczemas, etc.

Z

Zanga tempo - Profilático do couro cabeludo, na caspa, seborréia, queda de cabelos. Sua tintura deve ser aplicada em fricções diárias pela manhã.
ZEDOÁRIA
Propriedades medicinais: anti-séptica, antifúngica, aromática, carminativa, digestiva, estimulante, estomáquica, hepatoprotetora, renal, antiasmática, febrífuga, vermífuga, anti-reumática, antidispéptica, emenagoga, restauradora, antiflatulenta, colerética, hipocolesterolêmica, antioxidativa, anti-hepatotóxica.
ZEDOÁRIA: BRONQUITE, CÁLCULOS RENAIS, ÚLCERA GÁSTRICA E DUODENAL,INSÔNIA , COLESTEROL, CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA, MICOSES, AUMENTA A EFICÁCIA DA QUIMIOTERAPIA E DA RADIOTERAPIA, DISTÚRBIOS HEPÁTICOS, HEPATITE, RESFRIADOS E INFEÇÕES URINÁRIAS, CÓLICA, VÔMITO E TOSSE, DISTÚRBIOS MENSTRUAIS E GASTRINTESTINAIS, PULMÃO, DERMATOSE , TÔNICO, ESTIMULANTE, CARMINATIVO(
Evita a formação de gases nos intestinos; evita a flatulência.)
, EXPECTORANTE, DIURÉTICA, RUBEFASCIENTE, CALMANTE, COLERÉTICO(Aumenta a secreção e a excreção da bílis sem contração muscular da vesícula biliar.), COLAGOGO(Aumenta a secreção da bílis no intestino devido à contração muscular da vesícula biliar.), ANTI-SÉPTICA(bactericida e fungicida), ANTIFÚNGICO(Contra fungos.), GASTRITE, MAU  HÁLITO,  INTOXICAÇÃO ALIMENTAR,FLATULÊNCIAS, GOTA, CÁLCULOS RENAIS, INSÔNIA, PIORRÉIA ALVEOLAR, AUMENTERA A SECREÇÃO BILIAR, AZIA, PRISÃO DE VENTRE, CÁLCULO BILIAR, DEPURATIVO DO SANGUE, ANTIBIÓTICA, E HIPEREMIA DA GENGIVA(gengivas dolorosas e sangrantes,).
Indicações: bronquite, cálculos renais, úlcera gástrica e duodenais, insônia, colesterol, circulação sangüínea, micoses, aumenta eficácia da quimioterapia e da radioterapia, distúrbios hepáticos, hepatite, resfriados, afecções urinárias, cólica, vômito, tosse, distúrbios menstruais e gastrintestinais, pulmão, dermatose, tônico, estimulante, carminativo, expectorante, diurética, rubefasciente, calmante, colerético, colagogo, anti-séptica, antifúgico, gastrite, mau hálito, intoxicação alimentar, flatulências, gota, cálculos renais; insônia; piorréia alveolar, aumentar a secreção biliar, azia, prisão de ventre, cálculo biliar, depurativo do sangue, antibiótica, deter a produção do elemento TXA2 (principal responsável pela hiperemia na gengiva).  


AS ERVAS NA MAGIA

As plantas possuem muita energia que captam tanto do sol, quanto da terra. Por esse motivo muitas delas podem ser usadas em rituais de magia, tanto para que se aproveite suas vibrações energéticas, tanto como oferenda para entidades espirituais. Na magia cigana por exemplo se usam oferendas com frutas e ervas para os espíritos protetores.Na bruxaria as árvores são veneradas e vários tipos de ervas são usados em poções e encantamentos.

Aqui temos alguns exemplos de aplicações de ervas em banhos mágicos:
Pétalas de rosa: são usadas para atrair amor Folhas de louro: trazem alegria e vitória Canela: traz boas energias Erva doce, manjericão e hortelã: são usadas juntas para trazer harmonia, amor e boas vibrações. Os banhos devem ser tomados do pescoço para baixo e os restos das ervas devem ser jogados no mato ou em água corrente.


A

ABACATEIRO – diurética, cálculos renais, rins, bexiga, AFRODISÍACO.
ABUTUA COCULOS – cálculos renais, cólicas uterinas, fígado.
AGAR-AGAR –Alga marinha rica em fósforo, iodo saqis minerais. Auxilia nas dietas, atenua a flacidês e a celulite. Fortalece cabelos e unhas.
AGONIADA – inflamações de útero, ovários e menstruações difíceis.
AGRIÃO
(SALADA) : ELIMINA, REMOVE CÁLCULOS DOS RINS E DO FÍGADO)
ALCAÇUS – bronquite, tosse, laringite, rouquidão.
ALCACHOFRA – diminui o colesterol, digestivo, hepático.(fígado e rins)
ALECRIM – estimulante, circulatório, tônico capilar e inalação.
ALECRIM DO CAMPO – tônico, vias respiratórias e banhos relaxantes.
ALFAFA – baixa o colesterol, osteoporose, raquitismo, relaxantes.
ALFAVACA – rins, prisão de ventre, aftas, bronquite, gripes fortes.
ALGODOEIRO – hemorragia uterina, regras profusas, reumatismo.
AMEIXA FOLHAS – prisão de ventre, laxativo médio, azia.
ANGELICA – cólicas, gases, digestivas, nevralgias, enxaqueca.
ANGICO – diarréia, disenteria, gripes, Ext.: Lavagens e gargarejos.
ANIZ ESTRELADO – relaxante, insônia, gases (infantil e adultos).
AMOR DO CAMPO – afecções das vias urinarias e rins, prostatite.
APERTA RUÃO – mau hálito, fígado, diarréia, hemorragias.
AQUILEIA-MIL-FOLHAS – analgésica, febrífuga, bactericida.
ARNICA – antiinflamatória, reumatismo, artrite, artrose, dores.
ARUEIRA – diurética, ciática, Ext.: furúnculos, contusões, icterícia.
ARRUDA – amenorréia, Ext.: varizes, flebites, abscessos, erisipela.
ARTEMISIA – nevralgia, cólica menstrual, vermes, circulatória.
ASSA PEIXE – expectorante, tosse, resfriados, diurético, cicatrizes.
AVENCA – afecções catarrais, bronquite, tosse, laringite.
A
ABACATEIRO  -  Muito usado nas doenças do fígado, dos rins da bexiga e reumatismo. É excitante da vesícula biliar, balsâmica, carminativa, estomáquica, vulnerária, emenagoga, anti-sifílica, grande diurético, útil também para cólicas histéricas e febres intermitentes, constituindo a base de medicamentos que combatem a uremia, a bronquite e inclusive tuberculose. Bom para impotência sexual.
Abóbora D’Anta  -  Ver Tayuyá.
Abutua  -  Ver Uva do Mato.
Absinto  -  Ver Losna.
Açoita Cavalo  -  Reumatismo, corrimentos, tumores. Depurativo.
AGONIADA  -  Inflamações e congestão do útero e ovários, indisposições e cólicas nas épocas menstruais, auxiliando a concepção e regularizando as menstruações. É antiasmática, anti-sifilítica, emenagoga, purgativa, As folhas são galactagogas quando colocadas sobre os seios das parturientes e a de  restaurarem as forças dos órgãos genitais debilitados, quando cozidas e postas sobre os mesmos.
AGRIÃO  -  Comprovada utilidade na atonia intestinal, raquitismo, escrofulose e afecções escorbúticas, broncopulmonares e da pele, desobstruente do fígado em cataplasma. Propriedades antídotas dos efeitos tóxicos da nicotina.
Alcachofra  -  Moléstias do fígado e dos rins, anti-tóxico, combate o excesso de colesterol e da uréia; arteriosclerose, urticária.Faz baixar a pressão arterial.
Alcaçus  -  Tosses, bronquites, rouquidões. Tônico Pulmonar. Grande remédio das úlceras gástricas. Doença de Addison.
Alecrim  -  Serve como estimulante, vulnerário e também condimento. É aromático, antisséptico, colagogo, estomáquico, estimulante, emenagogo, antispasmódico e narcótico. Suas flores são úteis no tratamento da asma, da coqueluche, da fraqueza, gripe, etc.
Alfafa - Combate o escorbuto e raquitismo. Usado na falta de apetite, má digestão, úlceras, afecções nervosas e cistites. Excelente energético e reconstituinte do organismo.
Alfavaca  -  Carminativo, diurético, sudorífera, estimulante, antiespasmódico, empregado nas doenças do aparelho respiratório. Bom para a tosse.
Alfazema  -  Diurético, estimulante, antiespasmódico carminativo. Externamente, como antisséptico e cicatrizante.
Algodoeiro  -  Anti-hemorrágico; regras excessivas, metrorragias, emenagogo, facilita os trabalhos de parto.
Alho  -  Usado contra a cólera, vermes, escorbuto, hidropisia, pedras na bexiga, febre.
Alismacéa  -  Ver Chapéu de Couro.
Alface  -  Eficaz contra insônia, pessoas excessivamente nervosas, palpitações do coração, nevralgias intestinais, reumatismo,hipocondria, espermatorréia e priapismo.
Amor do Campo  -  Afecções das vias urinárias, blenorragias, doenças renais.
Amoréia  -  Adstringente, usado em gargarejos e bochechos, nas anginas, gengivites e aftas. Antidiarréico.
Angélica  - Tem efeitos depurativos, diuréticos, estomacal, combatendo cólicas e gases, tônico, emenagogo, carminativo, excitante e antispasmódico.
Angico  -  Nas diarréias, anginas, como expectorante. Externamente em gargarejos e também em lavagens vaginais nos corrimentos.
 Aperta Ruão  -  Anti-gonorréico, colagogo, combate as doenças do fígado e dos rins, atua também sobre a bexiga. Externamente em lavagens na queda do útero (prolapso) e nas hemorróidas.
Araçá  -  Adstringente antidiarréico. Anti-hemorrágico.
Argentina ou Anserina  -  Contra os desarranjos gástricos, câimbras no baixo ventre e fortes dores na cabeça. A anserina cozida no leite é excelente para combater o tétano.
Aristoloquia  -  Ver Cipó Mil Homens.
Arnica do Mato -  Anti-inflamatório, cicatrizante, anti-reumático, antigotoso, antisséptico, possui muitas das qualidades da arnica montana.
Arruda - Estimula os órgãos genitais femininos, facilitando a menstruação, excelente calmante para nervos.
Aroeira  -  Depurativo, emenagoga, diurética, vulnerária, antidiarréica, antileicorréica, febrífugo, adstringente, balsâmico, útil nas feridas, tumores e inflamações. Preconizada contra o reumatismo e as ínguas, e internamente, como purgativa e muito útil nas moléstias das vias respiratórias (bronquites) e urinárias.
Aspérula  -  Crua ou em chá, cura a dilatação do fígado, icterícia e hidropisia. Externamente aplica-se as folhas frescas em compressas contra as dores de cabeça, inchações, feridas etc.
Assa Peixe  -  Gripes, tosses, bronquites, espectorante, tônico pulmonar, diabete e rins.
ARTEMÍSIA  - 
A Artemísia é a principal erva do aparelho uro-genital feminino. Previne doenças, regulariza o ciclo menstrual, alivia as cólicas.Também é empregada para anemia, cólicas, debilidade do estômago, gastrite, menstruação deficiente, nervosismo, nevralgia.É uma excelente diurética, e pó risso ajuda muito no funcionamento e na limpeza constante dos rins.Para prevenção e tratamento dos problemas femininos, usa-se a artemísia, com a tanchagem e o sabugueiro.Emenagogo, na atonia uterina, febrífugo, antiespasmódico.

Avenca  -  Expectorante, sudorífico, usado nas gripes e bronquites.

B
BALSAMO – desintoxicante, digestivo, colesterol e emagrecedor.
BARBATIMAO – gastrite, ulceras. Ext.: cicatrizante, lavagem intima.
BARDANA – desintoxicante, depurativo, cicatrizante e colesterol.
BATATA DE PURGA – laxativo, energético, depurativo.
BETULA – gota, colesterol, triglicérides, acido úrico, dores.


BOLDO DO CHILE –
hepato protetor, ELIMINA CÁLCULOS DO FÍGADO, fígado, pâncreas, vesículas.
O boldo traz benefícios principalmente para o fígado. Ajuda-o a trabalhar melhor, e é ótimo para quem tem hepatite ou problemas freqüentes ligados ao fígado, como dor de cabeça, suores frios e mal estar. O boldo, tomado antes das refeições ajuda na digestão e nas funções do aparelho digestivo. É ótimo para quem tem intestino preso, cálculos biliares e gastrite. Boldo é um fitoterápico que é indicado como auxiliar no tratamento de doenças hepáticas e da vesícula biliar, tônico das funções hepáticas e como laxativo. O boldo diminui a cólica e aumenta e favorece o fluxo biliar, sendo indicado para distúrbios da função digestiva e problemas leves no trato gastrintestinal como má digestão, gases e intolerância à gordura.
Muitas das propriedades do Boldo já foram testadas em estudos científicos. Estudos em ratos mostraram que o extrato alcoólico do boldo possui atividade anti-hepatotóxica. Solução de extrato hidroetanólico de boldo teve sua atividade hepatoprotetora dose dependente verificada em experimentos com ratos. A ação laxativa do boldo também foi verificada em estudos com ratos. Os extratos de boldo também demonstraram atividades antioxidantes significativas principalmente devido ao princípio ativo boldina. O óleo essencial presente no boldo também indicou atividade antibacteriana e antifúngica.
 Efeitos colaterais:Usado em excesso pode ser abortivo e provocar hemorragias internas? Deve ser usado com cautela.
BUCHINHA DO NORTE – uso externo para inalação contra a sinusite.
BUGRE CONGONHA – acido úrico, gota, depurativo, emagrecedor.

B
Babosa  -  Uso externo: inflamações, queimaduras, eczemas, erisipelas, quedas de cabelo, calos, rugas, sangramento do mamilo, laxante internamente e deve ser evitado por grávidas.
Bacaris  -  Ver Carqueja.
Bacupari  -  Ativo cicatrizante, ótimos resultados no tratamento das úlceras gástricas.
Baicuru  -  No tratamento das dismenorréias, corrimentos uterinos, moléstias do útero e dos ovários. Esterilidade. Úlceras.
Balieira  -  Diurético purgativo, útil nas hidropisias.
Banchá - Digestivo, auxilia no emagrecimento, muito apreciado pelos povos orientais, ainda contém flúor que protege os dentes contra as cáries.
Barbatimão  - A casca, sob a forma de decocção, contra afecções escorbúticas, blenorragia, diarréia, hemorragia e leucorréia. Depurativo, tônico, anti-hemorrágico, usado externamente em lavagens vaginais e também nas úlceras, impingens, etc.
Bardana  -  É  diurético, hipoglicemiântico e antifurunculoso.
Batata Purga (folhas e flores) -  Prisão de ventre. Laxativo energético e depurativo.
Batata Sucupira (folhas e flores)  - Artritismo e ácido úrico.Dores espasmódicas, reumatismo crônico, gotoso e deformante.
Baúna -  Asma, bronquite, coqueluche e tosses. Antiespasmódico e calmante.
Becabunga  -  Purifica o sangue, regulariza o suco gástrico e o mau funcionamento do fígado.
Bicuiba  -  Usado na asma, perda de memória, doenças do estômago.
Boherarvia  -  Ver Erva Tostão.
Boldo  -  Moléstias hepáticas, prisão de ventre, facilita a eliminação da uréia, promove a digestão.
Borragem  -  Sudorífero, diurético, emoliente, útil nas febres eruptivas como sarampo, etc.
Buchinha do Norte - Utilizada no tratamento de sinusites.
Bowdiquia  -  Ver Sucupira.
Buranhem.  -  Moléstias intestinais, diarréias, colites.

C
CABREUVA – diabetes, reumatismo, coluna, gota, contusões.
CACTUS – cardiotônico, contra palpitações, síndromes cardíacas.
CAJUEIRO – diabetes, colesterol, triglicérides, depurativo.
CALENDULA FLOR – cicatrizante, calos, verrugas, frieiras, manchas.
CAMBARÁ – expectorante, balsâmico, tosse e gripes.
CAMBUÍ – anti-hemorragico, é usado nas vias respitórias.
CAMOMILA – estomacal, nas cólicas das crianças, diarréia, náuseas,inflamações das vias urinárias, falta de apetite,cólicas e doenças do útero e dos ovários e enxaqueca. (O USO PROLONGADO PRENDE O INTESTINO)
CANELA – estimulante, gripes, resfriados, febres, estimulante, males do estômago, ELEVA A PRESSÃO SANGUÍNEA.
CAPIM CIDRAO – ERVA CIDREIRA     trata insônia, agonia, palpitações, calmante, insônia, estômago, dores, desmaios, resfriados, gases, epilepsia, enxaqueca, má circulação do sangue, palpitação do coração e vertigens. Trata insônia, agonia, vertigens, histerismo (SENSUALIDADE), espasmos e palpitações.
CUIDADO: ERVA CIDREIRA REDUZ O APETITE SEXUAL!
CAPIM ROSARIO – depurativo das vias urinárias.
CARAPIA – afrodisíaco, irregularidade do fluxo menstrual.
CARDO SANTO – febrífugo, coqueluche, asma, bronquite, estomacal.
CARQUEJA DOCE – hepatoprotetora, digestiva, diurética, emagrecedora.
CARQUEJA AMARGA – depurativa, emagrecedora, colesterol, diabetes.
CARRAPICHO – dores lombares, males da bexiga, rins.
CAROBINHA – depurativa, antialérgica, desinteria, prostatite.
CARVALHO CASCA – depurativo, cicatrizante, Int./Ext.
CASCARA SAGRADA – laxativa, emagrecedora, trata bílis e baço.
CASCA D’ANTA-ABÓBORA – trata a anemia, fraqueza digestiva, vômitos.
CASCA DE IMBURANA – balsâmica das vias respiratórias, colites.
CASCA DE LARANJA – relaxante, digestiva, aromática.
CASTANHA DA INDIA – má circulação, flebite, hemorróidas e varizes.
CATINGA DE MULATA – artrite, artrose, gota. Ext.: psonase, piolhos.
CATINGUEIRA – depurativo, afrodisíaco. Ext.: Eczema, impingem, ensipela.
CATUABA – energético, falta de memória, afrodisíaca.
CAVALINHA – diurético, acido úrico, circulação, hipertensão, rins.
CEDRO – febres altas, disenterias, fraqueza, orgânica.
CELIDÔNIA – (QUELIDÔNIA):INFLAMAÇÃO DA VESÍCULA BILIAR. fígado, vesícula, câimbas do estômago, crises de asma, inflamações dos olhos,
CENTAUREA-FEL DA TERRA – inapetência, estomago, febre alta, hepatite.
CENTELLA ASIÁTICA – celulite, gordura localizada, circulatória.
CEREUS – TÕNICO CARDÍACO, MUITO CONHECIDO E UTILIZADO
CHÁ PRETO – estimulante digestivo, tônico.
CHAPÉU DE COURO – depurativo, colesterol, diabetes, gota, acido úrico.
CHAPEU DE NAPOLEÃO-AGUAI – semente energética, uso Ext. comprovado.
CINCO PLANTAS – espécies diuréticas.
CIPRESTE – desinteria, corrimento. Ext.: Feridas, úlceras, verrugas.
CIPÓ AZOLGUE – depurativo, eczema, feridas, furúnculos, herpes.
CIPO CABELUDO – cistite, nefrite, uretrite, não elimina a albumina.
CIPÓ CABOCLO – orquite, hemorróidas, flebites, ensipela.
CIPÓ CRAVO – estomacal, gastrite, azia, gases.
CIPÓ CRUZ CAINCA – reumatismo, diabetes, acido úrico, inchaços.
CIPÓ CRUZEIRO – reumatismo, artrose, artrite, coluna, tendinite.
CIPÓ PRATA – areias e cálculos de rins e bexiga, dores.
CIPÓ SUMA – depurativos, furúnculos, acne, eczema, afecções mucosas.
COENTRO GRÃO – digestivo, gases, intestinais, colite.
COMPOSTO EMAGRECEDOR – combinação de onze espécies medicinais, sendo desintoxicante, depurativa, diurética, laxante brando.
COMPOSTO ENERGETICO – combinação de espécies tônicas e estimulantes.
COONHA-OLHO DE BOI – Ext.: Sementes energética para hipertensão.
CURUMÃ – fígado, vias urinarias, icterícia, bronquite.
CRATAEGUS – circulação e coração
Caapeba  -  Ver Pariparoba.
Cabeça de Negro  -  Ver Tayuya.
Cabelo de Milho - Age como diurético. Excelente para rins, nefrites, cistites, combate cálculos renais.
Cactus - Para males do coração, palpitações cardíacas (sem debilitar o sistema nervoso). É útil também na bronquite crônica e dores de cabeça.
Caferana  -  Tônico e anti-febril. Usado contra as febres intermitentes.
Cainca  -  Reumatismo, retenção de urinas, inchação das pernas.
Cajueiro  -  Anti-diabético de muito valor, anti-hemorrágico.
Calêndula - Para uso externo é cicatrizante, adstringente, clareia manchas.
Camará  -  Tosses, bronquites, grande tônico pulmonar.
Cambará  -  Expectorante balsâmico, tônico e febrífugo. Indicado nas afecções pulmonares.
Cambui  -  Ver Angico.
Camomila  -  Dores de estômago, cólicas intestinais, má digestão, cólicas das crianças e nevralgias, usado externamente em lavagens vaginais e clareador de cabelo.
Cana do Brejo  -  Diurético, depurativo. Catarro da bexiga, inflamações uretrais, blenorragias, tornozelos inchados, hidropsias, distúrbios menstruais e inflamação.
Cancerosa  -  Ver Espinheira Santa.
Canela Sassa Frás  -  Reumatismo crônico. Dores artríticas. Sudorífico.
Canela Preta  -  Enterites, cólicas, inflamações intestinais.
Canforeira  -  Excitante, estimulante, expectorante. Externamente no reumatismo.
Capim cidrão - Calmante,
Capororoca  -  Útil nas moléstias crônicas da pele.
Caraguatá  -  Tônico, bronquite, tosses e todas as doenças do aparelho respiratório.
Carapiá  -  Tônico, estimulante diurético, anemias e menstruações dolorosas, cólicas uterinas e ovarinas.
Cardamomo  -  Tônico cardíaco, carminativo, excitante.
Cardo Santo  -  Moléstias do fígado e do estômago. Febrífugo. Em doses elevadas pode causar queimaduras na boca, esôfago e também diarréia.
Caroba  -  Depurativo, tônico diurético. Manifestações sifilíticas da pele, vermífugo.É muito indicado para inflamações na próstata e rins.
Carqueja  -  Amargo, febrífugo, específico da má digestão, enterites, diarréias, aperientes.
Carrapicho de Carneiro  -  Ver Espinho de Carneiro.
Carrapicho Comum  -  Sudorífero, antitetanisante, medicamento de inigualável valor nos espasmos.
Carrapicho Rasteiro  -  Blenorragia, moléstias das vias urinárias, descongestionante e cicatrizante.
Casca D’Anta  -  Dispepsias, dores no estômago, escorbuto, cólicas intestinais e na impotência sexual.
Casca de Laranja Amarga  -  Estomacal, estimulante. Gastralgias e dispepsias.
Casca Preciosa  -  Tônico estimulante, males do estômago e reumatismo. Externamente em banhos (no reumatismo).
Cáscara Sagrada  -  Prisão de ventre no qual é específico, ingurgitamento do fígado.
Cássia  -  Laxativo e descongestionante, colites, diarréias e hemorróidas, específico da erisipela.
Cassaú  -  Ver Cipó Mil Homens.
Castanha da Índia - Indicada para flebites, ativa a circulação periférica eliminando varizes e hemorróidas. Proporciona grande alívio na sensação de cansaço e dor nas pernas.
Castanha Mineira  -  Estimula a digestão e o fígado. Dispepsias, fastio, flatulência, embaraços gástricos. Laxativo e purgativo.
Cataia  -  Ver Erva de Bicho.
Catuaba - Tônico nervino por excelência, empregado com muito sucesso na impotência sexual. Diurético muito ativo.
Cauda de Cavalo  -  Contra pedras ou cálculos na visícula e nos rins.
Cavalinha  -  Remineralisante indicado nas tuberculoses pulmonar e renal, diurético suave, eliminador de ácido úrico.
Cecropia  -  Ver Umbauba.
Cedro Rosa  -  Tônico amargo, febrífugo, usado na inapetência e nas febres em geral.
Centáurea - Grande remédio da inapetência, tônico. Contra prisão de ventre, debilidade do estômago, má digestão.
Centela Asiática - Excelente para o aparelho circulatório, caimbras, celulite e gordura localizada.
Cepa Cebalo - Ver Espinho de Carneiro.
Chá de Bugre - Ver Erva de Bugre.
Chá Mineiro - Ver Chapéu de Couro.
Chá Porrete - Ver Quina do Mato.
Chapéu de Couro - Reumatismo, atritismo, manchas da pele, ácido úrico, diurético.
Chicória Amarga - Limpa os rins, baço e fígado.
Cipó Azougue - Moléstias da pele especialmente os eczemas secos e úmidos.
Cipó Cabeludo - Diurético de inigualável poder de combate  a  albumina.
Cipó Cravo - Bom estimulante e fortificante, inclusive com resultados positivos na impotência devida à fraqueza genital.
Cipó Mil Homens - Convulsões histéricas, suspensões de regras, neurastenia, dormências. Externamente nas picadas de insetos.
Cipó Prata - Eliminador do ácido úrico, útil nas doenças dos rins e bexiga, grande remédio das nefrites, faz clarear a pele e livra-a de manchas.
Comfrei - É cicatrizante. Usado para úlceras, gastrites e inflamações de modo geral. Tosse, diarréia, artrite, fígado, visícula. Diminuição da absorção do ferro e vitamina B12 pelo organismo.
Congonha de Bugre - Arteriosclerose, artrites, hidropisias.
Cravo da Índia - Bom para acalmar as vias respiratórias.Em forma de óleo acaba com micoses de unha.
Cordão de Frade - Tô

Nenhum comentário:

Postar um comentário